Toque de Letra
Hora da arrancada na Série B

O Brasileirão da Série B caminha para a reta final nesta temporada. Daqui para frente, as partidas das próximas rodadas começarão a ter caráter decisivo para ver quem vai brigar pelo acesso à elite do futebol brasileiro e também aqueles clubes que vão travar a famigerada briga na zona de rebaixamento. Faltam treze rodadas para o encerramento do campeonato.

Nesse aspecto, o Fantasma está, de certa forma, tranqüilo no certame. Embora a ambição do clube de Vila Oficinas seja a de alcançar uma das vagas para a Série A, algo que o time comandado pelo técnico Gerson Gusmão tem boas chances, o estresse pelo risco de rebaixamento está afastado. E isso deve ser compreendido como algo satisfatório para o Operário Ferroviário, que neste formato, é um calouro na segundona nacional.

Como foi previsto e está ocorrendo às vistas do torcedor alvinegro, a disputa no Brasileirão da Série B é mesmo algo realmente muito difícil. Além das dificuldades naturais pela disputa em si, existe a força e tradição dos clubes no certame. Sobretudo, uma competição exaustivamente longa.

Um dos grandes méritos do Fantasma nesta competição são as vitórias em Vila Oficinas. O time alvinegro é praticamente imbatível jogando no Estádio Germano Krüger. Mas, jogando fora não consegue a mesma eficiência e isso funciona como uma balança na tabela de classificação. Após a baixa com um empate e uma derrota nas duas últimas rodadas longe de seus domínios, agora o Operário Ferroviário tem dois jogos importantíssimos em Vila Oficinas.

O primeiro é neste sábado, contra o Brasil de Pelotas. Depois na terça recebe o Paraná Clube. Então, o jogo seguinte será mais um duelo caseiro, só que no Estádio do Café, contra o Londrina. Se tudo der certo, são 9 pontos que podem ser alcançados e pode ser a arrancada do Fantasma rumo a Série A.