Meus Escritos
Maldade E Ponto Final

Bom dia!

Maldade: uma palavra, que de vez em sempre, desponta em nossa sociedade egoísta, sem amor no coração, sem Deus em suas vidas. A maldade, que apenas destrói e jamais constrói. A maldade, que nos deixa assustados e perplexos. A maldade, que aliada a crueldade, de algumas mentes doentes e perigosas, escurece os nossos dias, com nuvens pesadas. A maldade, que abre alas para o terror, que surge do nada, mas que faz estragos permanentes. A maldade, que semeada floresce como notícias lamentáveis. A mesma maldade, como a de transformar um pequeno bebê, em múltiplas fraturas, deixando entre a vida e a morte, como o caso ocorrido, tempos atrás em nossa cidade. A maldade, que nasce no seio familiar, que não mede esforços, para colocar as suas garras diabólicas de fora. Triste, mas a instituição "família", em alguns casos, está apenas resumida, em um amontoado de pessoas maldosas. E onde ficou a bondade, em nossos dias de mundo cão? É para refletirmos e mudarmos atitudes, enquanto é tempo.

" A maldade é um tipo de correspondência que sempre volta ao remetente."

                                                                                   (Walcyr Carrasco)

E assim, viramos mais uma vez, a página do calendário 2020.

Que venha um mês de julho melhor, mais humano e menos desgraças.

Aquele abraço,

Emerson Pugsley