Meus Escritos
Nos Movimentos

Bom dia!

Na segunda parte, de minha série, sobre brinquedos antigos, hoje trago o pião. Como era interessante vê-lo rodeando através das mãos de crianças, as quais divertiam-se em suas múltiplas diversões. Quando observo os dias atuais, percebo crianças com mentalidade de adultos, as quais, em alguns casos, tem a agenda, mais carregada do que muitos trabalhadores, com estudos diversos, aulas de tudo e ainda tarefas intermináveis de casa. Eu com certeza adorava brincar com meu pião. Vale lembrar, que a infância, assim como outras fases da vida, só tem caminho de ida e não de volta. Adultos que não brincaram, muitas das vezes, são complexos seres pouco humanos e pessimamente humorados. Ou estou equivocado?

"Como um pião que gira por muito tempo na palma da mão, assim é o meu espírito na palma de Deus."

                                                                                                                    (Helgir Girodo)

Uma ótima sexta feira aos leitores(as).

Grande abraço,

Emerson Pugsley