Saúde em Pauta
NOVEMBRO AZUL - Mês de prevenção contra o câncer de próstata

Novembro Azul é um movimento que acontece a nível mundial durante o mês de novembro, com a intenção de despertar na classe masculina a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Que é câncer de próstata?

Tendo como vítimas homens a partir dos 50 anos, o câncer de próstata é o tumor que afeta uma glândula chamada com mesmo nome, que se localiza abaixo da bexiga, a qual envolve a uretra, canal que conduz a urina da bexiga até o pênis. O câncer de próstata é uma enfermidade que deve ser bastante monitorada pelos homens, uma vez que se constitui o de maior frequência, depois do câncer de pele.

Quais os sintomas do câncer de próstata?

  • Na fase inicial, os sintomas são amenos e muitas vezes, não se observa nenhum.
  • Na grande maioria, os sinais são parecidos com os sintomas da hiperplasia benigna de próstata, ou seja, dificuldade de urinar, necessidade de ir ao banheiro muitas vezes durante o dia e também à noite.
  • Sintomas aos quais não são dados a devida importância, fazendo com que a doença se instale silenciosamente.
  • Já numa fase mais comprometedora, o paciente pode desenvolver sensações dolorosas, as dificuldades para urinar ficam mais frequentes e em casos mais graves pode conduzir à uma insuficiência renal.

Quando procurar o médico?

Anualmente! Principalmente, depois dos 50 anos, onde existe a necessidade de um monitoramento constante e sempre observando com cautela, os sintomas já citados acima, ou seja:

  • Dificuldade de urinar; diminuição do jato de urina; necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite; e sangue na urina.
  • Esse monitoramento deve ser rastreado do com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos (diagnóstico precoce).
  • Existe homens que levam algum tempo para apresentar algum sintoma, neste caso o exame anual com exames de toque retal e de sangue para avaliar a dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico) é de grande importância como método preventivo.

Quais e como são feitos os exames para investigar o câncer de próstata?

 

  • Exame de toque retal: onde o médico irá avaliar o tamanho, forma e textura da próstata. Este exame permite palpar as partes posterior e lateral da próstata.

 

  • Exame de PSA: é um exame de sangue que detecta a quantidade de uma proteína produzida pela próstata - Antígeno Prostático Específico (PSA). Quando os níveis dessa proteína são altos e aparecem durante o exame laboratorial não quer dizer que sempre seja um processo tumoral. Porque enfermidades benignas da próstata podem também apresentar o PSA em desiquilíbrio. Portanto, somente o médico poderá conduzir o tratamento com as melhores estratégias pertinentes.

 

Quais os fatores de risco?

 

  • Idade: com a idade, o risco passa a ser maior. A estimativa realizada no Brasil, aponta que cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos.

 

  • Histórico de câncer na família: o fator genético parece ser um fator determinante, já que, se houve na família, homens portadores de  câncer de próstata antes dos 60 anos, estes farão  parte do quadro de grupo de risco.

 

  • Sobrepeso e obesidade: dados da literatura demonstram que será maior o risco do desenvolvimento do câncer de próstata em homens com sobrepeso.  

Qual exame que confirma o câncer de próstata?

Para confirmar o câncer de próstata é preciso fazer uma biópsia. Nesse exame são retirados fragmentos muito pequenos da próstata para serem analisados no laboratório. A biópsia é indicada caso seja encontrada alguma alteração no exame de PSA ou no toque retal.

Portanto: a PREVENÇÃO é ainda o melhor caminho!