Visão Empresarial
Por que algumas empresas não conseguem atingir altos níveis de profissionalismo?

Princípios

Muita gente reclama no mundo corporativo que seus colegas e até mesmo seus superiores agem sem profissionalismo, mas, afinal, o que é profissionalismo? E como é que a gente determina se alguém age profissionalmente ou não? Eu gostaria que você entendesse que há três conjuntos de princípios que determinam a avaliação se alguém é profissional ou não. O primeiro conjunto é feito de princípios universais, aquele que qualquer pessoa no mundo inteiro reconhece que é sim uma característica de alguém que possa ser chamado de profissional. Como exemplo, o principio universal que todo profissional conhece: a atividade que exerce.

 

*****

Olhar

Existem também os princípios corporativos e o que é profissionalismo numa empresa não necessariamente é considerado profissionalismo em outra empresa, ainda que sejam empresas do mesmo segmento. Algo assim: uma empresa de vendas pode considerar que informar algo a um cliente é sim ser profissional, enquanto que em outras empresas isso não está no escopo do profissionalismo. Há um terceiro conjunto de princípios que são os princípios individuais, aqueles que decorrem do olhar de cada pessoa, do conjunto de valores de cada pessoa.

 

*****

Tendência

Logo, é pela conjugação desses princípios universais que determinam alguém ser profissional junto com os princípios corporativos e também junto com os princípios individuais que você vai poder avaliar se uma organização apresenta profissionalismo ou não. Agora preste atenção! Quanto mais a alta gestão é profissional, a tendência da equipe é agir da mesma maneira enquanto que o reverso também é verdadeiro. Quando a alta gestão não é profissional, fatalmente bons profissionais também não encontram ambiente para ficar ali e só permanecem os que não gostam de profissionalismo. Pense nisso!

 

Luciano Salamacha