Visão Empresarial
Quem tem potencial para uma função sempre entrega com excelência?

 

Exceder

Há um erro muito comum que as pessoas cometem a respeito do termo excelência. Em primeiro lugar toda a conceituação, toda a teoria da política da qualidade, ou seja, do quanto minimamente, do quanto é o raso que nós temos de entregar de qualidade para que algo seja satisfatório também leva algumas pessoas a entender que tudo, absolutamente tudo na vida tem de ser entregue excelência. Vale a pena refletirmos um pouco a respeito. Excelência é aquilo que excede, que vai além do esperado, daquilo que é necessário diferentemente do que é satisfatório, daquilo que é pleno e atende todos os requisitos necessários para atingir uma finalidade.

*****

Limites

Então, nós percebemos agora que muitos profissionais erram e perdem o foco quando tentam apresentar excelência em absolutamente tudo. Ao contrário, quando uma pessoa busca excelência em absolutamente tudo pode incorrer em alguns erros. O primeiro erro é forçar demais o próprio motor, a própria capacidade e entrar até num quadro de estresse. Outro fator é exigir das pessoas a sua volta que ajam da mesma maneira quando na verdade é esse profissional que está passando dos limites. E terceiro, quando uma pessoa não compreende que entregar o satisfatório é o correto e exceder é o errado, essa pessoa começa a confundir tudo aquilo que ela entende como sendo qualidade. Veja o exemplo de determinado profissional que trabalha numa padaria com a função de fazer os pães. Entretanto, ele busca excelência em absolutamente tudo.

*****

Satisfatório

Na hora de preparar os ingredientes ele faz questão de manter todos os produtos a sua volta devidamente catalogados, bonitos, ordenados e até exagerando no aspecto de organização como ao colocar um pacote de farinha extremamente bem arrumado que dali a cinco minutos será usado e deixará de constar no estoque. São nesses momentos que a gente percebe que ele deve exceder na qualidade do pão que estará fabricando, mas não necessariamente deverá exceder em todas as regras do processo porque poderá perder energia e estará praticando desperdício. Resumindo, uma pessoa que excede, que age com excelência, é uma pessoa que também mantém equilíbrio agindo com excelência naquilo que realmente é meritório, que gera valor e agindo dentro do satisfatório naquilo que é meio, naquilo que efetivamente não agrega valor. Pense nisso!

 

Luciano Salamacha