Psicologia em pauta
Ressignificar

Lílian Yara de Oliveira Gomes

 

                          CRP  08/17889

 

 

 

Atualmente temos tomado conhecimento de muitos acontecimentos, como desmoronamento de barragens, acidentes de trânsito, acidentes causados pelo clima, mortes prematuras, tragédias.

E, nos questionamos: tais situações não nos abalam diretamente, porém são compartilhadas e nos envolvem. É a “dor indireta”. Famílias que são surpreendidas pela perda de familiares, de seus lares, de seus portos seguros. Como agir diante do inesperado?

            “Ressignificar é atribuir novo significado a acontecimentos por meio de mudança de sua visão de mundo. Situações inesperadas podem ocorrer ao longo da vida. Esse mesmo evento estressor pode apresentar peso e intensidade diferenciados para cada pessoa, em diferentes momentos de sua vida”, nos aponta a Psiquiatra Rafaela Olívia Marinho.(2019)

            Em recente entrevista que concedi, para o  periódico “D’Ponta a Ponta”, me referi ao “estresse pós-traumático onde avaliei o valor que cada um dá à sua dor.

            Estamos ainda na campanha do Setembro Amarelo e muitas ações vêm sendo desenvolvidas no sentido preventivo ao Suicídio. Acerca dessa atitude, temos que estar em Alerta Constante, (com maiúsculas mesmo), pois recentemente dois irmãos tiraram a própria vida, juntos, em nossa cidade. E daí nasce a pergunta: Por quê? Como chegaram a esse ponto? Em que nível de desesperança se encontravam? O que “não deu” significado a essas existências? E seus  familiares, como estarão vivendo neste momento?

É necessário dar atenção ao nosso redor. Vivemos tempos de tanta pressa, tanto apelo virtual, que deixamos de perceber a vida que está acontecendo junto a nós. Nem sempre percebemos sentimentos, carências, falta de atenção e afeto...

Importante se faz, acompanhar nossos filhos, saber suas opiniões acerca da vida e do mundo; saber com quem convivem; conhecer suas amizades, suas angústias, seus desejos.

            E, dessa forma ir ressignificando, dando suportes afetivos, presenciais e afetuosos, que encorajem as pessoas a acreditar na vida e na luta diária por dias melhores, revendo o que realmente tem valor!