Psicologia em pauta
Saúde Mental

Lílian Yara de Oliveira Gomes

CRP  08/17889

 

 

Hoje transcrevo texto, sobre “o mês da conscientização sobre a Doença Mental”. In www.saudemental/2019.

Importante, jamais abandonar quem nos ensinou os verdadeiros valores!

Amor, carinho, proteção, atenção é o que devemos dar nesse momento. Pelos amigos e familiares a quem lhes tocou a tarefa de cuidar de seus pais e/ou filhos, na situação de saúde mental (demência senil, Alzheimer, Esquizofrenia, etc), pois aqueles que deram tudo pela nossa família e sempre nos protegeram por amor, um dia poderão nos perguntar:  " Quem és tu?" Não por esquecimento voluntário, mas pela deterioração mental que o tempo ofereceu e que pouco a pouco vão perdendo suas forças e faculdades até ficarem prostrados.

Os problemas de saúde mental são devastadores e paralisam a pessoa e aos que os cercam. Todo mundo diz: "se precisar de alguma coisa, conte comigo, não hesite, eu estarei lá para te ajudar no que for necessário”. Porém, nem sempre funciona assim. Muitas vezes, ficamos sozinhos.

Nossa alma sofre, o coração acelera, a dor é incontrolável, a sede pela reversão nos martiriza e o desejo da cura é incontrolável...
É preciso dar muito amor, ter paciência, e acolhimento. É preciso buscar sabedoria e enfrentar com fé, conhecimento e afeto.

Importante nos conscientizarmos sobre a doença mental.
“Eles nos esqueceram, mas nós não”.

Ensinem aos seus filhos o exemplo para amar os seus avós ou bisavós, a serem gentis com eles. Um dia nos tocará chegar a essa idade e espero que não tenhamos a má sorte de alguns que ficam abandonados e esquecidos”.

Portanto, cuidemos da nossa saúde mental, pois “no fundo, não descobrimos na pessoa com transtorno mental nada de novo ou desconhecido: encontramos nele a base de nossa própria natureza”. Carl Jung