Toque de Letra
Vestindo a camisa alvinegra com orgulho

Sem demagogia, é fato que o torcedor ponta-grossense de forma geral, tem um clube de outro lugar no coração. Uma simpatia principalmente por clubes paulistas ou cariocas e claro, acabam dividindo esse mesmo amor pelo Operário Ferroviário. Afinal, é o clube da cidade natal e tudo mais. Porém, nos últimos anos o Alvinegro vem aparecendo no cenário nacional como nunca e algo está mudando.

Desde o título do Campeonato Paranaense em 2015, o Operário Ferroviário levantou duas taças nacionais seguidas em duas divisões diferentes – fato inédito até agora na história dos campeonatos editados pela CBF. Sobretudo, uma ascensão assombrosa, reformatando tudo no clube, tanto dentro como fora de campo. Hoje, o Germano Krüger é um estádio modernizado e o clube é um dos mais emergentes no Brasil.

Fora de campo, através do grupo gestor do futebol profissional, tem uma administração séria, trabalhadora e focada no objetivo, que é o de tornar o Operário Ferroviário num clube competitivo no cenário nacional. Nesse projeto, existem várias ações e parecerias que contribuem para que isso esteja se tornando uma realidade, como o programa de sócio torcedor e outras várias atividades sociais.

Tudo isso está sim, formando novos torcedores legítimos do Operário Ferroviário. Esta geração que está chegando, aqueles moleques e molecas, que estão acompanhando esta nova fase do Fantasma, com certeza são operarianos de verdade. Podem até ter simpatia por outros clubes, mas no momento, sem dúvida, o que interessa é vestir a camisa alvinegra com orgulho.